Pular para o conteúdo

11 dicas para renegociar as dívidas e sair do vermelho ainda hoje

11 dicas

Confira 11 dicas para você renegociar suas dívidas  agora e acabar com a situação financeira pela qual está passando agora e sair do vermelho.


É possível reduzir as prestações, obter juros menores e até pedir um desconto se a intenção for quitar à dívida vista o que seria o mais correto a fazer. 

Veja as 11 dicas, caso você precisa renegociar alguma dívidas e encontrar uma saída rápida para esse desconforto financeiro que afeta no dia a dia.

11 dicas Para Renegociar as Dívidas

Primeiro você precisa conhecer seus gastos e anotar quanto dinheiro entra na sua conta e quanto sai da sua conta mensal e depois separar as despesas essenciais daquelas menos essenciais.


Assim, você vai saber qual a sua situação financeira, quanto dinheiro tem para fazer uma propostas que possa cumpri-la ou até mesmo fazer o pagamento total da dívida.

O risco é a empresa propor suas próprias condições, que podem não ser as mais favoráveis.

É preciso estar preparado, para uma contraproposta da instituição, e avaliar se ela é compatível com seu bolso.

Terceiro você precisa procurar o credor “frente a frente” para contatar a empresa credora, para negociar.

É o primeiro passo para tentar uma negociação segura. É melhor tentar ser atendido pessoalmente, no setor especializado.

Se o atendimento não for possível, o que é mais comum em grandes empresas, demonstre intenção de pagar a dívida.

Quarta dica são os mutirões que oferecem descontos maiores que as instituições financeiras para renegociação de dívidas.

A oportunidade de descontos maiores é grande, já que as empresas convocam os devedores em massa para quitar as dívidas.

Na quinta dica peça a redução de juros específico  de seu empréstimo ou financiamento e tente pagar a vista a dívida.

De uma hora para outra, bancos ou lojas podem baixar as taxas do crédito de maneira mais expressiva.

Neste caso, vale tentar um acordo para reduzir os juros, se o consumidor puder provar que foi seriamente prejudicado. 

Na sexta dica, se você  for quitar a divida à vista, peça desconto para quitar o valor total do empréstimo.

Para o credor, é sempre interessante receber o dinheiro de imediato, tente uma redução da dívida.

Outra alternativa é demonstrar melhores condições de cumprir o pagamento se reduzir o valor das prestações.

Na dica sete algumas empresas podem recusar novo crédito ao consumidor, se avaliar que há risco de não pagamento. 

A instituição sempre avalia se a pessoa já se enroscou com dívidas passadas ou se é suscetível há se tornar inadimplente.

Quando ela já deixou de pagar uma dívida com a própria empresa, mesmo que a tenha quitado depois. 

Dica oito você tem a opção de negociar pela internet, o que é interessante o Serasa Experian, oferecem a opção.

Nona dica é para você ficar atento às penalidades se o devedor for procurado com ameaças de que perderá bens.

As únicas penalidades, multa de 2% do valor da dívida e juros de até 1% ao mês pelo atraso no pagamento.

Algumas empresas tentam cobrar do consumidor taxas indevidas, qualquer cobrança adicional é proibida.

Dica dez faça uma consulte nos órgãos de proteção ao consumidor caso tenha dúvida antes de fazer a proposta.

A ultima dica é você evite novas dívidas após negociar as que já tinha antes.

Para receber mais dicas, cadastre-se no Blog!

Coloque o melhor E-mail:

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.